terça-feira, 23 de maio de 2017

Dia 23 de maio - Memória a São Juliano

Resultado de imagem para São JulianoEra casado e possuía uma hospedaria. Nela, ele partilhava a vida eterna que trazia em seu coração. Esposo fiel que amou a família e os necessitados.
No ano de 305, o imperador Diocleciano começou uma perseguição aos cristãos. Juliano, então, passou a acolher em sua hospedaria os cristãos perseguidos.
Alguns homens denunciaram Juliano. Ele foi arrancado de casa e levado ao tribunal. Por não renunciar à fé em Cristo, foi condenado e decapitado. Hoje, ele vive com Cristo na Glória. Continuamos em tempos de perseguição, velada em alguns lugares e, em outros, bem visível.
Que o santo de hoje possa interceder para que, o Espírito Santo, nos ajude a sermos ousados em nosso testemunho, sem medo da morte e das perseguições, certos de que a nossa recompensa se encontra no céu.
Fonte- http://santo.cancaonova.com/

segunda-feira, 22 de maio de 2017

II Encontro da Vida Consagrada Monástica e Contemplativa começa na quarta

Resultado de imagem para Irmas de Caridade“O momento favorece a reflexão em torno de temas afins, próprios e característicos desta forma de vida tão bonita na vida da Igreja”. É com estas palavras que o arcebispo de Porto Alegre (RS) e presidente da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Jaime Spengler descreve o II Encontro Nacional da Vida Consagrada Monástica e Contemplativa, a ser realizado no período de 23 a 27 de maio, em Aparecida (SP). Com o tema “A Alegria da Consagração Monástica e Contemplativa” e o lema “ Eis como é bom e agradável estarmos unidos e felizes”, o evento é promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em parceria com a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB). Segundo informações da comissão organizadora, nele serão trabalhados valores essenciais do monaquismo. Um dos objetivos é promover a partilha com os consagrados que vivem o mesmo ideal. “É um momento fraterno de encorajamento e integração, mediante o modo como cada um vive a sua identidade, dentro da mística e missão da vida consagrada hoje. Com a troca de experiências ofertada será possível dar uma maior visibilidade à vocação e certamente isso produzirá muitos frutos”, explicou a comissão organizadora do evento. Para a presidente da CRB, irmã Maria Inês o momento é oportuno, pois segundo ela vão estar todos juntos em Aparecida (SP) representantes de todos os mosteiros do Brasil. “O objetivo agora é reunir todos esses carismas, toda essa vida intensa que existe nos mosteiros e também mostrar ao mundo que é bom viver como monja, como monge à serviço da Igreja, na oração, na entrega”, observa.

Programação

Dentre as atividades a serem realizadas durante o II Encontro Nacional da Vida Monástica e Contemplativa estão: oração em comum, conferências, celebrações eucarísticas, partilhas, testemunhos e diálogo com os conferencistas. Confira no site da CRB a programação completa: www.crbnacional.org.br

Dia 22 de maio - Memória a Santa Rita de Cássia

Resultado de imagem para santa rita ritapolisNasceu na Itália, em Cássia, no ano de 1381. Seu grande desejo era consagrar-se à vida religiosa. Mas, segundo os costumes de seu tempo, ela foi entregue em matrimônio para Paulo Ferdinando. Tiveram dois filhos, e ela buscou educá-los na fé e no amor. Porém, eles foram influenciados pelo pai, que antes de se casar se apresentava com uma boa índole, mas depois se mostrou fanfarrão, traidor, entregue aos vícios. E seus filhos o acompanharam. Rita então, chorava, orava, intercedia e sempre dava bom exemplo a eles. E passou por um grande sofrimento ao ter o marido assassinado e ao descobrir depois que os dois filhos pensavam em vingar a morte do pai. Com um amor heroico por suas almas, ela suplicou a Deus que os levasse antes que cometessem esse grave pecado. Pouco tempo mais tarde, os dois rapazes morreram depois de preparar-se para o encontro com Deus. Sem o marido e filhos, Santa Rita entregou-se à oração, penitência e obras de caridade e tentou ser admitida no Convento Agostiniano em Cássia, fato que foi recusado no início. No entanto, ela não desistiu e manteve-se em oração, pedindo a intercessão de seus três santos patronos – São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolas de Tolentino – e milagrosamente foi aceita no convento. Isso aconteceu por volta de 1441. Seu refúgio era Jesus Cristo. A santa de hoje viveu os impossíveis de sua vida se refugiando no Senhor. Rita quis ser religiosa. Já era uma esposa santa, tornou-se uma viúva santa e depois uma religiosa exemplar. Ela recebeu um estigma na testa, que a fez sofrer muito devido à humilhação que sentia, pois cheirava mal e incomodava os outros. Por isso teve que viver resguardada. Morreu com 76 anos, após uma dura enfermidade que a fez padecer por 4 anos. Hoje ela intercede pelos impossíveis de nossa vida, pois é conhecida como a “Santa dos Impossíveis”.
Fonte- http://santo.cancaonova.com/

domingo, 21 de maio de 2017

“Dom da paz” é declarado “Servo de Deus” pela Santa Sé

Resultado de imagem para dom helder camara missaConhecido como o “Dom da paz”, o ex-arcebispo de Olinda e Recife, Dom Hélder Câmara, recebeu o título de “Servo de Deus”. A Congregação para a Causa dos Santos emitiu o parecer favorável autorizando o início do processo de beatificação e canonização do religioso. O aval da Santa Sé foi comunicado por meio de carta do presidente da Congregação, Cardeal Angelo Amato, menos de dez dias depois que o responsável pelo dicastério confirmou o recebimento do pedido de abertura do processo de Dom Helder, no dia 16 de fevereiro. Contudo, a correspondência só chegou à arquidiocese nesta segunda-feira, 6. O atual arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, atendeu a imprensa nesta quarta-feira, 8, para explicar como será o andamento do processo daqui para frente. Ele leu o comunicado oficial, traduzido do latim para o português.
A etapa seguinte consiste em reconhecer as “virtudes heróicas” do ex-arcebispo que há 50 anos desembarcou no Estado. Para isso, uma comissão jurídica será nomeada por dom Fernando Saburido, informou a assessoria de comunicação da arquidiocese. O tribunal, como é chamado o grupo de trabalho, será formado por cinco membros: juiz delegado e promotor de justiça (ambos canonistas), notário, notário adjunto e cursor. A primeira sessão de atividades da comissão será no próximo dia 3 de maio, durante Missa presidida pelo arcebispo, às 9h, na Igreja Catedral Sé de Olinda. Na ocasião haverá a nomeação oficial e o juramento dos escolhidos. Em entrevista ao noticias.cancaonova.com no dia 30 de março, Dom Fernando comentou que, caso a resposta da Santa Sé fosse positiva, autorizando o processo, a arquidiocese estaria preparada para dar andamento a essa que é uma questão de interesse geral. “Todo mundo está muito motivado, esse é um assunto que realmente interessa muito, basta ver a repercussão que teve essa notícia aqui em Olinda e Recife. Todo mundo torce muito para que de fato chegue essa autorização e possamos, então, iniciar o processo aqui na arquidiocese”.
Fonte- http://noticias.cancaonova.com

Óbolo de São Pedro vai estar a partir de setembro no Facebook

A Secretaria de Estado do Vaticano emitiu um comunicado em que informa que depois de Tweeter e Instagram, o Óbolo de São Pedro vai estar presente, a partir de Setembro e Outubro próximos,  também no Facebook, primeiro com uma página em italiano e seguidamente em espanhol e inglês. O objectivo é criar um espaço virtual aberto a todos para partilhar e dar a conhecer as obras de caridade alimentadas por esta iniciativa existente deste há seculos. O Óbolo de São Pedro em Facebook, pretende favorecer o diálogo com todas as pessoas que têm o intento comum de ajudar os mais necessitados e apoiar de forma concreta as obras de caridade. Com efeito, há séculos que o Óbolo de São Pedro está empenhado no apoio a pequenos e grandes projetos no mundo inteiro, como por exemplo o ampliamento do Instituto “Filippo Smaldone” para crianças pobres e com problemas auditivos em Kagali, no Ruanda; a atribuição de bolsas de estudo para jovens deslocados universitários no Kurdistão iraquiano, a abertura duma nova escola primária para as crianças dalit na Índia, etc. Destas e doutras obras de caridade e das iniciativas que o Óbolo de São Pedro têm pela frente falar-se-á mediante aprofundamentos e notícias continuamente atualizadas na pagina Facebook “Óbolo di San Pietro”, recordando que, tradicionalmente, a Colecta tem lugar em todo o mundo católico, em data estabelecida por cada Diocese, ou então no dia 29 de Junho, Festa de São Pedro e São Paulo, ou ainda no domingo mais próximo a esta solenidade. Para mais informações consulte o site www.obolodisanpietro.vaO Óbolo de São Pedro é a ajuda econômica que os fiéis oferecem diretamente ao Santo Padre para ajudar a satisfazer as múltiplas necessidades da Igreja universal e para as obras de caridade a favor dos mais necessitados. O hábito de apoiar materialmente aqueles que têm a missão de ajudar os que têm a missão de anunciar o Evangelho e cuidar dos necessitados nasce com o próprio cristianismo. Nos finais do século VIII, os anglosaxões decidiram enviar de maneira estável um contributo anual ao Santo Padre, o chamado “Denarius Sancti Petri” (Esmola a São Pedro). O Papa Pio IX reconheceu oficialmente o Óbolo de São Pedro com a encíclica “Saepe Venerabilis” de 5 de Agosto de 1871.
Fonte- http://pt.radiovaticana.va/

Dia 21 de maio - Memória a Santo André Bóbola

Resultado de imagem para Santo André BóbolaSanto André Bóbola, pertenceu à Companhia de Jesus, dedicado aos jovens.
Santo do século XVII, ele nasceu na Polônia e ficou conhecido como “caçador de almas”. Santo André Bóbola pertenceu à Companhia de Jesus como sacerdote jesuíta dedicado aos jovens e ao anúncio da Palavra de Deus num tempo dos cismas, quando a fé católica não era obedecida. Viveu também dentro de um contexto onde politicamente existia um choque entre a Polônia e a Rússia.
Certa vez, com a invasão dos soldados cossacos, ou seja russos na Polônia, os cismáticos aproveitaram a ocasião para entregar o santo. Ele, que tinha sido instrumento para muito se voltarem ao Senhor, foi preso injustamente e sofreu na mão dos acusadores. Foi violentado, mas não renunciou a sua fé. Renunciou a própria vida, mas não a vida em Deus. No ano de 1657, morreu mártir. O “caçador de almas” hoje intercede para que nós.
Fonte- http://santo.cancaonova.com/

sábado, 20 de maio de 2017

Bispos recordam Constituição Federal: “é dever de todo servidor público, principalmente os que detêm elevadas funções, manter conduta íntegra” (Art. 37)

Bispos recordam Constituição Federal: “é dever de todo servidor público, principalmente os que detêm elevadas funções, manter conduta íntegra” (Art. 37)
Os membros da Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), emitiram na manhã desta sexta-feira, 19 de maio, uma Nota Oficial com o título “Pela Ética na Política” na qual afirmam que a Conferência está “unida aos bispos e às comunidades de todo o país” e acompanha “com espanto e indignação” as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal. Na Nota, os bispos afirmam que “tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais. Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados. A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum”. “Além disso, é necessário que saídas para a atual crise respeitem e fortaleçam o Estado democrático de direito. Pedimos às nossas comunidades que participem responsável e pacificamente da vida política, contribuam para a realização da justiça e da paz e rezem pelo Brasil”, concluem os membros da Presidência.

Leia a Nota:

Brasília-DF, 19 de maio de 2017
P – Nº 0291/17

Pela Ética na Política
Nota da CNBB sobre o Momento Nacional

“O fruto da justiça é semeado na paz” (Tg 3,18)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, por meio de sua Presidência, unida aos bispos e às comunidades de todo o país, acompanha, com espanto e indignação, as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo a Constituição, Art. 37, é dever de todo servidor público, principalmente os que detêm elevadas funções, manter conduta íntegra, sob pena de não poder exercer o cargo que ocupa.
Tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais. Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados. A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum.
A superação da grave crise vivida no Brasil exige o resgate da ética na política que desempenha papel fundamental na sociedade democrática. Urge um novo modo de fazer política, alicerçado nos valores da honestidade e da justiça social. Lembramos a afirmação da Assembleia Geral da CNBB: “O desprezo da ética leva a uma relação promíscua entre os interesses públicos e privados, razão primeira dos escândalos da corrupção”.
Recordamos também as palavras do Papa Francisco: “Na vida pública, na política, se não houver a ética, uma ética de referimento, tudo é possível e tudo se pode fazer” (Roma, maio de 2013). Além disso, é necessário que saídas para a atual crise respeitem e fortaleçam o Estado democrático de direito.
Pedimos às nossas comunidades que participem responsável e pacificamente da vida política, contribuam para a realização da justiça e da paz e rezem pelo Brasil.
Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, nos ajude a caminhar com esperança construindo uma nova sociedade.

Cardeal Sergio da Rocha
Arcebispo de Brasília
Presidente da CNBB

Dom Murilo S. Ramos Krieger
Arcebispo de São Salvador da Bahia
Vice-Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB

Fonte- CNBB

Dia 20 de maio - Memória a São Bernardino de Sena

Resultado de imagem para São Bernardino de SenaNasceu em Massa Marítima, na Toscana, Itália, no ano de 1380. Muito cedo, infelizmente, perdeu seus pais; mas, por outro lado, a Providência Santíssima agiu na sua formação através de tias cristãs fervorosas. Tanto que oraram, testemunharam, foram canais da Providência Divina para a vida de São Bernardino. Numa vida de oração e penitência, ele discerniu seu chamado a uma vida consagrada, entrando para a família franciscana na Ordem dos Frades Menores. Ali, tornou-se sacerdote. São Bernardino possuía muitas qualidades; muitas delas, sobrenaturais. Muitos dons, dentre eles, o carisma da pregação. Um homem zeloso, liderou o movimento da observância em prol de uma vivência radical do carisma franciscano. Quantas pessoas, na Itália, conheceram esse santo por causa da eficácia do nome de Jesus! Grande devoto; tanto que nas leituras do ofício de hoje, encontramos um texto tirado de um de seus sermões: “O nome de Jesus é a luz dos pregadores, porque ilumina, com o seu esplendor, os que anunciam e os que ouvem a Sua Palavra. Por que razão a luz da fé se difundiu no mundo inteiro tão rápida e ardentemente, senão porque foi pregado este nome?”. Um grande pregador, ele reconhecia que tudo era graça na sua vida. Muitos puderam conhecer, através dos lábios desse pregador, o amor de Deus. Ele se expressou, revelou-se plenamente em Cristo Jesus na força do seu Espírito. São Bernardino, como todos os santos e santas da Igreja de todos os tempos, foi conduzido pelo Espírito Santo. Centrado no mistério da Eucaristia, devotíssimo da Santíssima Virgem, ele se consumiu ao serviço da Palavra e do povo de Deus. No ano de 1444, ele partiu para o céu e intercede por nós para que sejamos todos servos da Palavra para glória e de Jesus.
Fonte- http://santo.cancaonova.com/